Com um a menos, São José EC vira pra cima de Atlético Mogi e segue invicto no Paulista

São José tenta ataque pelo lado esquerdo, onde saiu o gol da virada. (Foto: Chagas Jr/Cortesia)
São José tenta ataque pelo lado esquerdo, onde saiu o gol da virada. (Foto: Chagas Jr/Cortesia)

O São José EC deu  um susto na sua torcida, mas conseguiu manter o bom início de competição. Jogando na tarde deste sábado (06) na Arena Nogueirão, em Mogi das Cruzes, a Águia do Vale enfrentou o Atlético Mogi e saiu perdendo logo no início de partida, mas conseguiu a virada na segunda etapa e venceu por 1×2.

Com o resultado, o São José sobe para a segunda posição da competição com 10 pontos em 4 jogos. O líder é o Manthiqueira com 12 pontos em 5 jogos, já a Mauaense, que entrou na rodada na liderança, caiu para a terceira posição com 9 pontos em 5 jogos após perder, em casa, par ao União Mogi por 0x1.

A partida começou com os donos da casa indo pra cima e tentando o gol logo de cara. Após primeiro chute com segundos de partida que Robert mandou para escanteio, o Atlético lançou a bola na área e a zaga afastou fraco, a bola caiu no pé do atacante Victor fora da área que emendou a pancada, o goleiro Roberto tentou segurar mas espalmou pro meio da área, nos pés do zagueiro Wellington que só teve o trabalho de empurrar pro gol. Atlético 1×0.

A partir daí só deu São José na partida. A Águia do Vale dominava as investidas, tocava bola de um lado pra outro no meio campo buscando espaço para infiltrar a área adversária, mas sem sucesso. Quando tentavam lançamentos e cruzamentos, a bola passava direto por todo mundo ou sobrava fácil para o goleiro Dida. resultado disso foi a vitória mogiana na primeira etapa pelo placar mínimo.

Na segunda etapa a equipe joseense voltou com mudanças. Matheus Rebé fez sua estreia oficial com a camisa joseense entrando no intervalo no lugar de Matheus Carioca, e nos primeiros minutos Gustavo também estreou com o manto da Águia entrando no lugar de Brenon, lesionado. As mudanças surtiram efeito e a equipe joseense começou a agredir mais os adversários, criando boas e claras chances de gol.

O São José parecia que não ia conseguir chegar ao gol depois que, aos 16 minutos da segunda etapa, Maicon recebeu a bola na intermediária, foi empurrado bruscamente por Jefferson, do Atlético Mogi que acabará de entrar e, numa atitude infeliz, revidou com um chute na altura do estômago, recebendo cartão vermelho direto do árbitro da partida, e deixando a Águia com um jogador a menos. Porém a pressão continuou em campo, com os visitantes obtendo maior posse de bola.

De tanto insistir, a bola enfim balançou a rede. Em escanteio cobrado curto, Victor Feijão tentou mandar a bola direto pro gol, ela desviou na zaga e saiu novamente em tiro de canto, na segunda tentativa, ao cruzar a bola na área, o goleiro Dida saiu mal e viu a bola desviar no meio da área e sobrar limpa para Casu,  sozinho embaixo da trave, só escorar de ombro e colocar a bola no fundo do barbante mogiano aos 20′ da segunda etapa. São José 1×1.

A pressão se manteve e a equipe da casa mal conseguia encostar na bola, e quando a tinham dominada, partiam desesperadamente ao ataque, deixando o campo defensivo totalmente aberto. Observando isso, o São José apostou no lançamento longo e, aos 24′, numa bola lançada pro lado esquerdo, Matheus Rebé não desistiu do lance e foi mais esperto que a zaga, evitou a saída de bola e, já dentro da grande área, recuou para Ruero. O camisa 9 joseense dominou, ajeitou pro pé direito e bateu no canto esquerdo, deslocando Dida da jogada. Era a vitória do São José na partida, para alegria de 120 pagantes, que encararam a estrada para torcer pra Águia, 2×1.

No lance, os jogadores do Atlético Mogi reclamaram uma irregularidade no lance quando o São José recuperou a bola para lançar Rebé e, depois de muito bate-boca enquanto os joseenses comemoravam, o lateral Pablo acabou levando o cartão vermelho, dando igualdade numérica novamente em campo.

Após a virada, os joseenses passaram a tocar mais a bola de lado e “cozinhar o galo”, sempre apostando nos lançamentos e em contra-ataques. Já a equipe da casa mal conseguia ficar com a bola no pé, e quando partia em contra-ataque, a jogada raramente tinha finalidade. Final de jogo; Atlético Mogi 1×2 São José EC.

Na próxima rodada, o São José EC enfim estreia em casa, ao lado de sua torcida no Estádio Martins Pereira, quando recebe a equipe do Real Cubatense, no sábado (13), às 19h30. Partida que terá total cobertura e transmissão da Rádio Arquibancada Esporte Clube.

Felipe Viana
Criador e idealizador da Web Rádio Arquibancada Esporte Clube. Proprietário da Viana Assessoria de Comunicação
http://www.arquibancadaec.com

Deixe uma resposta