São José pressiona, aperta e luta até o fim, mas perde para União e é eliminado em casa

Goleiro Robert se estica para fazer defesa no confronto diante do União Mogi. (Foto: Rodolfo Moreira/Jornal Joseense)
Goleiro Robert se estica para fazer defesa no confronto diante do União Mogi. (Foto: Rodolfo Moreira/Jornal Joseense)
Goleiro Robert se estica para fazer defesa no confronto diante do União Mogi. (Foto: Rodolfo Moreira/Jornal Joseense)

O São José EC está eliminado do Campeonato Paulista da Segunda Divisão. Jogando no gramado do Estádio Martins Pereira na manhã deste domingo (3), a Águia do Vale  foi pra cima, lutou bravamente e teve chances claras, mas esbarrou no goleiro Vitão e na flata de sorte e não conseguiu abrir o placar.

Do outro lado, o União Mogi que só precisava empatar, contou com um pênalti duvidoso e uma arbitragem tendenciosa para fazer 0x2 e confirmar a classificação às semifinais da Bezinha.

O primeiro tempo foi disputado, com o São José indo pra cima, mas perdendo a cabeça com as atitudes dos jogadores adversários, que claramente não queriam jogar e buscavam desestabilizar o elenco joseense com confusões, discussões e provocações.

Brenner chegou a balançar a rede aos 16 minutos da primeira etapa, após receber lançamento de Victor Feijão e, com dois toques, driblar o goleiro Vitão e mandar pra rede, mas a arbitragem erroneamente assinalar impedimento, para indignação geral dos presentes.

A Águia teve chances claras, mas mal aproveitadas, muitas vezes por individualidade excessiva, muitas por sorte do time adversário, e algumas pelo bom esquema defensivo montado pelo treinador Matosinhos, do União Mogi. Com isso, o placar da primeira etapa não poderia ser diferente do empate em 0x0.

A segunda etapa começou com o São José indo pra cima e pressionando o União. Nos primeiros 15 minutos só deu Águia do Vale pra cima da Serpente da Mogiana. Os joseenses pressionavam, atacavam, apertavam, chutavam de tudo quanto é lado e levavam perigo e davam empolgação aos mais de 4 mil joseenses presentes no estádio, mas a bola insistia em não entrar.

Victor Feijão teve chance cara a cara com o goleiro Vitão, mas escolheu mal a finalização e mandou em cima do arqueiro mogiano. Ruero recebeu cruzamento no segundo pau e cabeceou bem, mas Vitão segurou em cima da linha. Brenner, Gustavo e Paulo Graça também tiveram suas chances, mas sem sucesso.

Após isso o time visitante cresceu, murchando a torcida que diminuiu o volume dos cânticos, sentindo o bom momento do time vermelho. Tamanha pressão deu efeito aos 30 minutos quando, em contra-ataque, Bandeira pegou rebote na entrada da área e bateu forte, o zagueiro Murilo se jogou tentando cortar e, no movimento involuntário, a bola pegou em seu braço e o árbitro marcou pênalti, dando cartão amarelo ao jogador joseense.

Na cobrança, Ninão deslocou o goleiro Robert, mandando a bola pra um lado e o arqueiro joseense para o outro: União 1×0.

Após o gol sofrido, o São José se jogou completamente ao ataque, mas sem sucesso. Buscando o ataque o tempo todo, o técnico Oliveira tirou o volante Bruno, voltando de lesão, e colocou o atacante Thiago Seiji, deixando a Águia com três homens de frente. No início a mudança ajudou, mas depois não deu certo, pois com a mudança, o meio campo joseense morreu, deixando um enorme buraco com espaço para o União tocar bola.

Ainda entraram o meia Michel no lugar do volante Sydney, tentando acertar o meio campo, mas também não surtiu efeito. No final, Paulo Graça saiu esgotado, dando lugar ao atacante Zé Marcelo, mas o quarto atacante deixou o São José sem posse de bola.

Nos últimos minutos, aos 47 da segunda etapa, em falta na entrada da área, Álvaro bateu no canto e deu números finais à partida: União 2×0. São José EC eliminado do Paulista da Segunda Divisão.

A torcida deu espetáculo e mais da metade dos torcedores presentes ficaram no estádio cantando e aplaudindo o elenco joseense, que ao apito final desabaram no gramado, arrasados com a derrota e a eliminação. O União agora enfrenta o São Bernardo na semifinal da competição, enquanto o Manthiqueira de Guaratinguetá enfrenta o Osasco FC. Quem passar desta fase conquista o acesso à Série A3 de 2018.

Felipe Viana
Criador e idealizador da Web Rádio Arquibancada Esporte Clube. Proprietário da Viana Assessoria de Comunicação
http://www.arquibancadaec.com

Deixe uma resposta